[Série – Parábolas de Jesus] Por que Jesus ensinava por meio de Parábolas? Estudo #01

Por que Jesus ensinava por meio de Parábolas? Essa é uma pergunta que nos fazemos quando começamos a estudar os ensinos de Jesus Cristo. Essa modalidade de ensino é um traço marcante na mensagem de Jesus.

Dos quatro Evangelhos, somente o Evangelho de João não possui parábolas. As parábolas são mais presentes nos Evangelhos de Mateus e Lucas. No Evangelho de Marcos temos uma quantidade menor delas.

Por que Jesus ensinava por meio de Parábolas

Outro fato interessante, é que no Evangelho de Lucas as parábolas são mais detalhadas, mas isso não quer dizer que no Evangelho de Mateus e no de Marcos elas sejam menos importantes. Em ambos os Evangelhos elas têm a mesma importância e são inspiradas por Deus. E vão cumprir o propósito de Deus na Revelação Especial de Deus.

Para essa série de Estudos estamos usando o livro do Pr. John MacArthur, as Parábolas de Jesus. Este livro é vendido na versão e-book pela Amazon, o que torna o livro muito acessível e recomendado, para saber mais clique neste link: https://amzn.to/2GCLzfk

Ao tentar responder à pergunta do título, muitos estudiosos têm cometido equívocos.  Vou fazer um resumo desses equívocos:

  • Alguns estudiosos dizem que as parábolas tornam os Ensinos de Cristo mais fáceis de serem entendidos pelas pessoas;
  • Outros dizem que a narrativa (método literário usado nas parábolas) é um método melhor do que exortações e exposições;
  • Outros, chegam a dizer, que a narrativa, ou literalmente contar estórias deveria ser o único meio pelo qual a Igreja deveria ensinar.

Interessante observar, que muitas igrejas contemporâneas têm adotado esse tipo de pregação, onde as pessoas são entretidas com narrativas. E passam a maior parte da sua caminhada cristã sem ter contato com as Doutrinas Bíblicas. Esse tipo de pensamento é enganador, não faz sentido algum eliminar o ensino doutrinário. Ambos ensinos estão nas Escrituras: O ensino através de narrativas e o ensino doutrinário.

Pregadores contam histórias que aconteceram com eles como se fossem parábolas. Porém, as parábolas são histórias criadas por Jesus para ilustrar um princípio. E histórias que acontecem com pregadores, são relatos da sua vida.

Nessa série de artigos, você vai perceber que as parábolas muitas vezes cumpriam um papel contrário de que muitos afirmam. Elas deixavam os ouvintes sem entender a mensagem. Veja o que Cristo respondeu quando os apóstolos lhes fizeram exatamente a pergunta que estou abordando neste artigo:

Os discípulos aproximaram-se dele e perguntaram: “Por que falas ao povo por parábolas?” Ele respondeu: “A vocês foi dado o conhecimento dos mistérios do Reino dos céus, mas a eles não. A quem tem será dado, e este terá em grande quantidade. De quem não tem, até o que tem lhe será tirado. Por essa razão eu lhes falo por parábolas: ‘Porque vendo, eles não veem e, ouvindo, não ouvem nem entendem. ”Neles se cumpre a profecia de Isaías [6:9-10]: Ainda que estejam sempre ouvindo, vocês nunca entenderão; ainda que estejam sempre vendo, jamais perceberão. Pois o coração deste povo se tornou insensível; de má vontade ouviram com os seus ouvidos, e fecharam os seus olhos. Se assim não fosse, poderiam ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, entender com o coração e converter-se, e eu os curaria. (Mateus 13:10-15)

Podemos ver que as parábolas de Jesus cumprem basicamente dois papéis:

  1. Revelam a verdade para aqueles que acreditam em Jesus;
  2. Confundem aqueles que rejeitam a Jesus.

Jesus ao explicar usando a profecia do Livro de Isaías, revela que muitos estavam seguindo Jesus, mas com motivações erradas. Seus corações estavam cada vez mais endurecidos, insensíveis, com má vontade e fechando os olhos para as verdades que Cristo estava ensinando.

Quando Jesus dizia: “quem tem ouvidos para ouvir ouça…” Ele fazia uma separação entre aqueles que realmente queriam conhecer mais e aqueles que estavam rejeitando pela descrença.

Os próprios discípulos de Jesus, muitas vezes pediam a Cristo explicações sobre as parábolas. E somente após Jesus explicar é que estas expressavam verdades claras sobre a mensagem de Jesus.

As parábolas de Jesus escondiam (e ainda escondem) verdades de pessoas arrogantes, que acham possuir conhecimento elevado e que não tem nada a aprender com parábolas. E também revelam os conhecimentos mais profundos sobre Deus, para aqueles que se achegam com fé, como uma criança que se achega ao colo do pai.

“Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos pequeninos.

Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado” (Mateus 11:25-26).

O que é uma Parábola

Bom, meu propósito é trazer uma séria extensa sobre parábolas para o blog CreionaBíblia. Então vamos fazer algumas definições que vão nos ajudar no decorrer dos estudos. Vamos começar definindo o que é uma parábola.

Uma parábola não é simplesmente uma estória, ou uma analogia. Elas são metáforas com uma profunda lição espiritual. O significado da parábola nem sempre é um significado óbvio, percebemos isso por que quase sempre Jesus explicada o significado das suas parábolas.

Na verdade, é até difícil uma definição do que é uma parábola, isso porque na Bíblia ela toma uma dimensão mais ampla.

As parábolas de Jesus têm uma marca, elas relatam acontecimentos realistas, onde todas elas poderiam ter acontecido de fato.

Para que não fiquemos sem uma definição… Uma parábola é uma metáfora simples, que traz junto uma profunda lição espiritual.

A vocês foi dado o conhecimento dos mistérios do Reino dos céus, mas a eles não. MATEUS 13:11

Que Deus nos revele dia após dia os conhecimentos dos mistérios do Reino dos Céus!

Livro Indicado: As Parábolas de Jesus

Para saber mais sobre o livro, clique na imagem abaixo.

Apenas um Filho e Deus e isso é Tudo que eu preciso!

Mapa do Site   Curso de Teologia