O Plano de Salvação | Como Jesus Salva Pessoas

Neste artigo vamos buscar entender o plano de salvação. O ponto que irei focar é o seguinte: como Deus salva pessoas e o processo de Salvação, buscando explicar de uma maneira simples para facilitar o entendimento.

Quando entendemos como a salvação acontece ficamos mais capacitados para atuar no Reino de Deus e na missão de pregar o Evangelho a toda criatura. Pois passamos a ter total certeza de como Jesus salva pessoas através da pregação do Evangelho.

E além disso, A Bíblia nos ensina a tomar o capacete da salvação, para proteger a nossa mente dos enganos do diabo. A certeza da Salvação nos protege das mentiras de Satanás.

O Evangelho é a mensagem de boas-novas de salvação para o homem que por si só não pode se salvar.

A Bíblia nos ensina que Jesus é o salvador, mas o plano de salvação é uma obra de toda a Trindade, o Pai elegeu, o Filho morreu pelos pecados, e o Espírito Santo convence o pecador… Vamos falar mais sobre isso no decorrer do artigo.

Então fique comigo e veja o que a Bíblia nos ensina sobre o Plano de Salvação.

Leitura Bíblica: João 3.16 – 21

“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.
Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.
Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.
Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más.
Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus”.
João 3:16-21

#01 – A Origem do Pecado e a Morte Espiritual

Adão e Eva eram seres totalmente livres. Tinham o livre-arbítrio pleno. Quando Eva está diante da árvore do bem e do mal, ela tem duas coisas em sua mente:

  1. A Palavra de Deus que disse para eles não comerem, pois se comessem morreriam;
  2. Palavra do “Pai da mentira” o que peca desde o princípio, que disse que eles seriam como Deus.

E como sabemos Eva escolheu livremente desobedecer, e também Adão.  Eles não tinham tendência ao pecado. A natureza deles era a Imagem e Semelhança de Deus, sem qualquer inclinação ao mal.

Quando dizemos que eles tinham lívre-arbítreo, estamos dizendo que Adão e Eva podiam agir contrários a sua natureza, que era uma natureza boa, criada por Deus boa.

E é isso que tornou esse único pecado tão grave! Foi dessa forma que o pecado teve origem, no uso indevido da liberdade que Deus concedeu as criaturas pensantes. Anjos e o Homem.

Dessa forma toda a humanidade se separa de Deus, deixando todos num estado de morte espiritual do homem. Dessa forma, nenhuma pessoa pode voltar para o criador por iniciativa própria. Como vemos em:

“Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados,”
Efésios 2:1

Essa morte em pecados e transgressões não é a morte física, mas sim a morte espiritual que nos revela a separação de Deus e os homens.

Quando estudamos o Velho Testamento vemos que toda aproximação de Deus e os homens parte sempre de Deus. Todo o processo de purificação de Israel com sacrifício substitutivo era extremamente detalhado, e caso os sacerdotes e levitas errassem nas ordens que Deus havia dado, eles eram fulminados pela Santidade de Deus.

Todo o Velho Testamento evidencia a profundidade e a extensão do pecado na humanidade.

#1.1 – Definindo o Livre-Arbítreo

Antes de continuarmos, é importante que definamos o que é o livre-arbítreo.

No decorrer da história, muitas definições sugiram sobre o conceito de livre-arbítreo. Não vamos entrar nessas definições, vamos nos ater na definição para que possamos entender a relação do livre-arbítreo no plano de salvação.

De forma bem simples, o livre-arbítreo pode ser definido como possibilidade de agir livremente e contrário a própria natureza.

Segundo o dicionário: ” possibilidade de decidir, escolher em função da própria vontade, isenta de qualquer condicionamento, motivo ou causa determinante. “

Perceba o trecho em negrito: isenta de qualquer condicionamento, motivo ou causa determinante.

Se o homem age de forma isenta de qualquer condicionamento, é o mesmo que dizer que o pecado não tem influência nenhuma sobre ele, o que nega totalmente a doutrina bíblia do pecado.

A condição de Adão e Eva antes da queda era exatamente essa, pois tomaram a decisão de pecar de forma isenta de qualquer condicionamento.

Após a queda o pecado passaou a ser a condição do homem, que sempre age segundo a natureza pecaminosa.

Isso não quer dizer que o homem não tome decisões e faça escolhas, mas faz isso, segundo sua natureza pecaminosa. E o que chamamos de livre-agência.

A livre-agência é o conceito que diz que o homem toma decisões segundo sua própria natureza, que é uma natureza pecadora.

Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. Romanos 5:12

#02 – A Extensão Do Pecado de Adão

A extensão do pecado foi sobre toda humanidade. Todos sem exceção foram afetados pelo pecado de Adão, tornando a natureza do homem pecaminosa. Todas as áreas da vida de cada pessoa são afetadas pelo pecado.

Podemos ver isso claramente em diversas passagens bíblicas, mas vou me ater em Romanos 3:

Como está escrito: “Não há nenhum justo, nem um sequer;
não há ninguém que entenda, ninguém que busque a Deus.
Todos se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer”.
“Suas gargantas são um túmulo aberto; com suas línguas enganam”. “Veneno de serpentes está em seus lábios”.
“Suas bocas estão cheias de maldição e amargura”.
“Seus pés são ágeis para derramar sangue;
ruína e desgraça marcam os seus caminhos,
e não conhecem o caminho da paz”.
“Aos seus olhos é inútil temer a Deus”. Sabemos que tudo o que a lei diz, o diz àqueles que estão debaixo dela, para que toda boca se cale e todo o mundo esteja sob o juízo de Deus.
Portanto, ninguém será declarado justo diante dele baseando-se na obediência à lei, pois é mediante a lei que nos tornamos plenamente conscientes do pecado.
Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas,
justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção,
pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus,
sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.
Romanos 3:19-24

É muito evidente que o homem não é justo e têm sua natureza caída e tendenciosa ao pecado. Isso não é difícil de perceber, basta olhar o mundo ao nosso redor. Esses dias tive a infelicidade de ver um menino de 4 anos executando um homem com um tiro na cabeça.

Desde o nascimento, todas as pessoas já nascem pecadoras, e na primeira oportunidade que tem, já mostram a natureza corrompida pelo pecado. Costumo dizer que não é preciso ensinar uma criança a mentir, ela já mente naturalmente… Sempre precisamos ensinar a falar a verdade.

É fundamental que você saiba que o Plano de Salvação é uma obra que é iniciada e concluída por Deus. O homem não tem a possiblidade de fazer algo para ser salvo.

O fato de precisarmos ser salvos, já fala da nossa condição, alguém que precisa ser salvo, não pode se salvar, pois a sua posição é de alguém que não pode fazer nada.

A condição do ser humano é de morte espiritual, e alguém que está morto nada pode fazer. A não ser que Deus faça algo:

Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, Efésios 2:1

Deus é aquele que inicia e termina a obra, isso é expresso na Bíblia através do apóstolo Paulo. Não existe Deus começar e o homem terminar.

Ou Deus faz 99% da salvação, e o homem faz 1%. Não é isso que a Bíblia nos diz. O plano de salvação é 100% executado por Deus, pela Trintade.

Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus. Filipenses 1:6

#03 – Escravos do Pecado

Diante do exposto, vemos que todas as áreas da vida do homem foram afetadas negativamente pelo pecado, inclusive o livre-arbítrio. Romanos diz que não há ninguém que busque a Deus. E porque isso? Porque ninguém busca a Deus? Porque após a queda o arbítrio do homem se tornou escravo do pecado. As ações dos homens são más,

Jesus mesmo disse: “Vós sendo maus sabem dar boas coisas aos seus filhos…”

E somente a graça de Deus atuando no coração do homem mediante a pregação do Evangelho e o derramar da graça é que pode libertar o arbítrio escravizado de cada homem.

“Se o Filho (Jesus) vos libertar, verdadeiramente sereis livres…”

O que todos os homens têm é a livre-agência que é a possibilidade de escolher segundo a própria natureza. Você pode vir na igreja ou deixar de vir na igreja, pode se alimentar bem ou se alimentar mal. Pode torcer pelo Vasco ou pelo Flamengo, mas há uma coisa que vocâ não pode fazer: Buscar a Deus, sem que Ele te busque. Como vimos na leitura de Romanos 3.

Por isso que nós não conseguimos convencer ninguém que o Evangelho é a verdade. A pessoa está morta espiritualmente, ao ponto de que sem o Espírito Santo é impossível que ela se convença do juízo e do pecado.

O próprio conceito bíblico de fazer o bem só é possível se Deus agir primeiro em nós, mudando nossa natureza, regenerando a nossa natureza.

Obras que aos nossos olhos parecem boas e justas, diante de Deus não valem nada. São como trapos de imundícia. Pode parecer pesado, mas é isso que a Bíblia diz:

Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam. Isaías 64:6

Todas as obras que as pessoas fazem, fora de Deus, fora da fé em Cristo são reputadas como pecado, mesmo que julguemos como coisas boas. Isso porque o coração de quem faz esta sob o domínio do pecado, e todas as ações dela são pecaminosas. É por isso que a bíblia diz que pecamos o tempo todo.

porque o que faz não provém de fé; e tudo o que não provém de fé é pecado. Romanos 14:23

#04 – A Obra da Cruz – Salvação Para Todo Aquele que Crer

Jesus morreu por todo aquele que crer. Sim, Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho para o que Nele crer não pereça, mas tenha vida eterna, e o que não crer já está condenado. Já está consumado, a obra de Cristo foi totalmente finalizada na cruz.

Jesus é chamado de novo Adão, e somente por Ele é possível ter Salvação e acesso ao Pai. A separação entre o homem e Deus que aconteceu no Jardim do Édem, só pode ser ligada única e exclusivamente por Jesus.

E essa é nossa esperança, a morte e ressurreição de Jesus, que nos dá vida e nos leva ao Pai, pois Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida. E ninguém vai ao Pai se não for por Cristo.

Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.
Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.
Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer.
Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:5-8

Jesus morreu por suas ovelhas, o sacríficio de Cristo é uma obra definitiva, que selou a salvação dos eleitos de Deus.

Deus predestinou aqueles que haveriam de ser salvos por Cristo. Esta é uma doutrina muito contestada, mas duro é lutar contra a verdade Bíblica. Vejamos:

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.
Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Romanos 8:28-31

O próprio apostolo Paulo deixa claro, o que diremos destas coisas? É a Bíblia que diz, é Deus que diz.

Deus elegeu segundo o Seu Santo próposito e desígnio.

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo, assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor
nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade, Efésios 1:3-5

E a leitura de Romanos 9 deixa claro sobre a Eleição que é totalmente de Deus e partir de Deus.

Não depende de uma ação do homem para ser eleito, é Deus quem elege. Deus sempre elegeu. Claro que não consigo expor todos as passagens bíblica sobre a Eleição neste artigo, mas farei isto em outro artigo em breve.

#05 – A Graça Salvadora

Como vimos, o homem não pode buscar a Deus. Está preso no pecado, está morto espiritualmente. E se Deus não for ao encontro do homem, não há esperança. Por isso a Graça de Deus salva o homem e torna ele livre.

Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão.
Gálatas 5:1

Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; pelo contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor.
Gálatas 5:13

A graça vem totalmente de Deus, não há mérito nenhum no homem, ele recebe de Deus a fé, através da pregação da Palavra e a graça salvadora mediante a fé.

Jesus é o autor e consumador da nossa fé. Ele não somente gera a fé em nossos corações como também garante e consuma a fé até o dia final de nossas vidas.

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;
não de obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8,9

#06 – Por que nem todos creem em Jesus?

Esta é uma pergunta muito comum. Se Deus é quem executa todo o Plano de Salvação, então por que todos não creem em Jesus e são salvos?

Existem um inifinidade de versículos bíblicos que poderíamos expor, mas vamos nos ater nas palavras de Jesus.

Este questionamento aconteceu nos tempos de Jesus, ao ser questionado por que os judeus não criam Nele, vejamos:

Respondeu-lhes Jesus: A obra de Deus é esta: que creiais naquele que por ele foi enviado.
Então, lhe disseram eles: Que sinal fazes para que o vejamos e creiamos em ti? Quais são os teus feitos?
Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer pão do céu.
Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: não foi Moisés quem vos deu o pão do céu; o verdadeiro pão do céu é meu Pai quem vos dá.
Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo.
Então, lhe disseram: Senhor, dá-nos sempre desse pão.
Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede.
Porém eu já vos disse que, embora me tenhais visto, não credes. João 6:29-36

Os judeus questioam a Jesus quais obras Ele tinha feito que justificasse a crença Nele. Pois no deserto os judeus haviam recebido maná do céu, e agora Jesus diz que Ele mesmo é o pão que veio do céu.

E no final Jesus, que mesmo eles tendo o Pão Vivo que desceu do céu, no meio deles, eles não tinham fé em Jesus. Este é o pecado daquela geração, eles recusaram o Salvador e não creram Nele, mas logo em seguida Jesus explica o motivo dos Judeus não crerem.

Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora.
Porque eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, e sim a vontade daquele que me enviou.
E a vontade de quem me enviou é esta: que nenhum eu perca de todos os que me deu; pelo contrário, eu o ressuscitarei no último dia.
De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. João 6:37-40

O motivo dos Judeus não crerem em Cristo é que eles não haviam sido dados a Cristo pelo Pai. Jesus diz que todo aquele que o Pai dá a Ele, irá a Ele. Não é uma condição, é uma certeza.

E Jesus ainda garante a certeza de que todo aquele que for até Ele, ele jamais será lancaço fora, e ainda da total certeza da salvação, pois ele garante que será ressuscitado no úlitmo dia.

Por isso, todo aquele que crer verdadeiramente em Cristo pode ter total certeza da sua salvação, sendo essa certeza o capacete que nos protege das mentiras de Satanás.

Jesus nunca abandona suas ovelhas, Ele é o Bom Pastor, que dá a sua vida pelas ovelhas. Ele é o que deixa as 99 ovelhas no apresico e vai atrás daquela que se perdeu.

Ele nunca nos abandona, Glória a Deus por isso!

#07 – O que fazer para ser Salvo?

O Evangelho é a mensagem de Deus para Salvação, por isso se hoje você desejsa ser salvo, saiba que o Espírito Santo já está trabalhando no seu coração.

Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Romanos 10:13

Se você deseja ser salvo, invoque o nome do Senhor, creia em Jesus, e achará graça diante de Deus.

#08 – Conclusão: O Plano de Salvação e a Trindade

A Bíblia nos mostra que a Trindade, Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo estão unidos na obra do plano de salvação para redimir a humanidade perdida.

Não cremos que eles ajam um contra o outro, ou mesmo um sobre o outro, mas um com o outro em plena harmonia para a nossa salvação.

Jesus morreu na cruz por causa do amor do Pai por nós, como João 3.16: diz: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

O Pai e o Filho estão unidos em sua obra pela salvação daqueles que creem: o Pai elegendo e enviando o seu Filho; o Filho pagando os pecados daqueles escolhidos e dados a ele pelo Pai (João 6.37-40).

Esta harmonia também existe entre o Filho e o Espírito. O Espírito Santo atua no mundo convencendo cada pecador que Jesus pagou o preço na Cruz. O Espírito Santo garante a obra consumadora de Jesus.

O Espírito Santo regenera as pessoas por quem Jesus ofereceu sua vida na cruz, de forma que a obra de toda Trindade se harmonizam perfeitamente.

Apenas um Filho e Deus e isso é Tudo que eu preciso!

Mapa do Site   Curso de Teologia