Evangelho: O Poder de Deus para Salvar todo aquele que Crer em Jesus Cristo

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.
Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé.
Romanos 1:16,17

Estes dois versículos tem uma importância singular dentro da carta de Paulo aos Romanos. Nela vemos a mensagem central do Evangelho de Jesus Cristo, e também o resumo da mensagem de toda a carta de Paulo aos Romanos. Foi lendo estes versículos, que no século XVI, Martinho Lutero entendeu o propósito do Evangelho. E assim deu início a Reforma Protestante, que teve como uma das bases a justificação pela fé somente.

No início deste texto temos a declaração de Paulo de não se envergonhar do Evangelho. Isto é interessante, pois havia uma acusação contra o Cristianismo, de que os ensinos dos Cristãos eram contrários às verdades da Lei de Deus defendido pelos judeus, assim era tida como vergonhosa a crença no Evangelho de Jesus. E por tanto, todo este ensino devia ser eliminado.

Paulo inclusive, antes da sua conversão, era um ferrenho perseguidor dos Cristãos. Até que Jesus o transforma de perseguidor a perseguido por amor ao Evangelho. Aquilo que ele tinha como vergonha, agora Paulo não se envergonha mais, e ainda foi constituído como Apóstolo de Cristo.

Pensamento dos Romanos

Para os Romanos que eram um povo que admirava o poder, a glória, o glamour das conquistas do Império Romano, ouvir a mensagem de um homem, que morreu de forma vergonhosa, em uma cruz, ao lado de ladrões… E que na verdade não era um simples homem, mais o próprio Deus! Que fez tudo isso para salvar todo aquele que crer. Para os Romanos essa mensagem era totalmente escandalosa e de difícil aceitação e compreensão. Jesus como Rei não tinha o tipo de glória humana com que os Romanos estavam acostumados.

A mensagem de Paulo é sobre a verdadeira Glória, sobre o verdadeiro Poder. E o Evangelho, que muitas acham vergonhoso, na verdade é o motivo de Paulo não se envergonhar, e o motivo é simples: O Evangelho é o poder de Deus para Salvação! Longe de ser uma fraqueza, como os Romanos poderiam pensar… O Evangelho é puro poder de Deus.

Implicações do Evangelho

A afirmação de que o Evangelho é poder de Deus para salvar, traz algumas implicações que precisamos analisar para melhor compreensão dela.

“Se o Evangelho é poder de Deus para salvar, é para salvar de que?”

Será que havia a crença entre os Romanos que eles precisavam ser salvos? Eles tinham noção da sua situação diante de Deus? Será que Eles acreditavam na existência de um Deus único? Eu penso que não, ou se tinham, há tinham de forma não tão clara ou correta. O que tinham de conhecimento de Deus (além da revelação geral falada no próprio livro de Romanos alguns versículos posteriores) era por influencia dos Judeus dispersos.

Só que, quando Paulo diz que o Evangelho é poder de Deus para salvar, ele tem em mente que toda a humanidade está perdida, está morta em pecados e delitos cometidos contra Deus. Que estão cegos, endurecidos, e pensam sobre si mesmos como sábios. Mas na verdade estão debaixo da Ira de Deus e caminhando para condenação eterna e por isso precisam do Evangelho para salvação.

Evangelho e os Judeus

E Paulo vai além à sua explicação, que até os próprios Judeus estão perdidos sem o Evangelho. Não importava a Lei, a herança da promessa, ou o Templo e os sacrifícios da velha aliança. Sem o Evangelho de Cristo não haveria salvação para eles. Pois não é possível salvação pelas obras da Lei, por mais que o sistema dos judeus fosse legalista, era impossível para eles cumprir toda a Lei.

“No decorrer da carta de Romanos, Paulo vai dizer que todos, absolutamente todos pecaram e estão condenados!”

Então, para entender que o Evangelho é o poder de Deus para salvação, é preciso entender o estado que todo ser-humano se encontra, perdido e condenado por seus pecados. E neste ponto que o Cristianismo difere de todas as demais religiões.

As outras religiões insistem em dizer que no fundo o homem é bom. Que no fundo do coração existe uma bondade e que a sua salvação está dentro dele. Assim, o homem precisa apenas olhar para dentro de si e ouvir o coração. E como vemos essa mensagem em livros e filmes! A ideia é que o homem bom, assim se alguém comete atos mal, são simplesmente cometidos por influências externas.

Assim, não existe mais a consciência de pecado, e tudo passa a ser devido a cultura e a sociedade. Se alguém rouba, é porque a sociedade o “marginalizou”, ou se há um estupro é porque existe uma cultura do estupro… E nunca é porque o que comete o ato é um pecador, um criminoso.

“A culpa não é de quem comete crimes, sendo todos vítimas sociais… Simplesmente uma sociedade que não admite pecado.”

E qual a solução que as religiões apresentam para as pessoas? Faça o bem que está dentro de você, faça boas obras que você será salvo, pague promessas que você consegue… Doutrinas presentes no espiritismo, que ensina que você precisa fazer boas obras para pagar seus erros em outras vidas e ter outra vida melhor na reencarnação, ou no Catolicismo Romano, em que você precisa de obras e fé para ser salvo.

Evangelho e o Cristianismo

E o Cristianismo? Ele começa dizendo que todo o homem é pecador e mal, que sua natureza é má e pecaminosa. E que apesar de sermos assim, Deus nos salva com sua Graça. Sendo a Graça um favor imerecido. Não há nada em nós que justifique Deus nos salvar, sendo totalmente o contrário disso, se Deus salva pecadores, salva pelo que há Nele, e não em nós. A sua Graça é derramada em pessoas que não merecessem e sabem disso.

O Evangelho é a boa notícia que Deus traz aos homens. A salvação de pecadores que estavam anteriormente condenados ao inferno, condenados a sofrer a Ira de Deus. E Deus em seu amor escolheu justificar pecadores entregando o Único Homem justo que viveu sobre a Terra, condenando –O a receber toda a Ira de Deus.

“Deus transforma o que todo ser humano julga como fraqueza: Um Homem morrer sozinho, se sentindo abandonado na cruz, em poder para Salvação!”

E o que Paulo ensina sobre Salvação? Qual o contexto de Salvação na carta aos Romanos? Do que o Evangelho nos salva?

  1. O Evangelho nos salva da culpa do pecado e nos reconcilia com Deus;
  2. O Evangelho nos salva do poder do pecado aqui nesse mundo, e nós aprendemos a largar os nossos pecados e a subjugar nossas inclinações ao mal, podendo amar ao próximo verdadeiramente;
  3. O Evangelho nos livra da presença do pecado, porque um dia Cristo voltará e nos dará um corpo glorificado onde o pecado vai ser definitivamente extinto.

“É uma salvação completa, não somente da culpa, mas também do poder e da presença do pecado. É assim que Deus salva pecadores, não é de nenhuma outra maneira!”

O Evangelho é a manifestação do poder de Deus

Os crentes buscam o poder de Deus. Já vi e participei de muitos cultos da busca do poder de Deus. Mas o que é o poder de Deus? É nos fazer prosperar? É nos dá bens? É nos dá riquezas? Nos livrar das doenças? Deus pode fazer todas essas coisas, mas isso para Deus não é nada!

“O poder de Deus é, através do seu Evangelho, regenerar homens mortos em pecados e delitos.”

O cristianismo não é uma religião formal, é uma experiência libertadora do poder de Deus. É sentir a manifestação do poder do Evangelho de Deus que penetra até o mais profundo daquele que crer.  Não é um ritualismo, é uma experiência poderosa que transforma a sua vida. Quem é alcançado verdadeiramente pelo Evangelho não pode ser o mesmo.

“Não se iluda, fora do Evangelho de Jesus Cristo não há salvação!”

Evangelho é o poder de Deus mediante a Fé

O Evangelho é o poder de Deus para salvar aquele que crer. Não é por mérito, não é por raça, não é por gênero, por idade, por condição social, nível educacional, não é por obras, não é por caridade ou bondade… Mas é mediante a fé que a salvação alcança os pecadores.  Assim pela graça de Deus, todo aquele que crer recebe a salvação.

E o que é crer? O que é ter Fé? Qual o sentido da fé salvadora?

Primeiro não é somente acreditar racionalmente que Jesus é o Filho de Deus. Crer que Jesus existe até o diabo e os demônios creem. Então o que é a Fé Salvadora? É crer ao ponto de render-se a Jesus totalmente. Confiar completamente Nele e na Sua Obra Redentora no Calvário.

Um pecador alcançado verdadeiramente pelo poder do Evangelho reconhece que se Deus o mandar para o inferno é justo, pois é isso que cada um de nós merece por causa dos nossos pecados, e esse pecador clama a Deus que o salve por não há nada de bom nele.

“Crer em Jesus de todo coração é crer ao ponto de se render totalmente a Ele.”

Evangelho e a Justiça de Deus

Paulo diz que no Evangelho se descobre a justiça de Deus. Como assim? Esse é um ponto que precisamos buscar melhor compreensão. Se Deus é o Juiz de Toda a Terra, espera-se que Ele como um Juiz justo condene pecadores e absolva justos. Mas como alguém pode ser absolvido? Vimos que todos são pecadores, assim se Deus absolve alguém, Ele como juiz estará sendo injusto. Imagine se um juiz absolve um criminoso, culpado, réu confesso? Como você se sentiria em relação a esse juiz?

“Como Deus pode salvar pecadores? Se Ele é justo, Ele tem que condenar!”

Então como Deus pode salvar e ainda continuar sendo justo? A Resposta está exatamente no Evangelho: Deus mandou o seu Filho, que assumiu nossa natureza humana, e como representante dos pecadores, Deus fez cair sobre Ele todo o castigo que estava destinado a nós. Deus como justo, precisa condenar o pecado e Ele faz isso em Jesus.

E Jesus Cristo que era perfeito e sem pecado, o Único Justo morre como um pecador. E Deus pega a justiça de Cristo que morreu como um pecador e transfere aos que creem a justiça de Cristo. O que é chamado de imputação. Deus imputa a justiça de Cristo em pecadores.

Na cruz do calvário Jesus levou a minha culpa, e eu, mediante a fé, recebo a sua justiça. Por isso não há mais nenhuma condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus.

E é isso que o Evangelho! O Justo viverá pela fé. Não que alguém precisa ser justo para receber a fé, mas o contrário o que tem fé em Cristo é justo diante de Deus. Aquele que foi tornado justo pelos méritos de Cristo viverá pela Fé.

Apenas um Filho e Deus e isso é Tudo que eu preciso!

Site Footer

Mapa do Site   Curso de Teologia